26 agosto 2012

Servidores e presos protegidos contra a gripe


14ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza aconteceu em todas as unidades prisionais e administrativas da SAP

Clique para ver mais
Servidor recebe vacina contra a gripe
A Campanha Nacional de Vacinação deste ano no Estado de São Paulo aconteceu através de parceria entre a Coordenadoria de Saúde da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) e Secretaria Estadual de Saúde (Divisão de Imunização e Área Técnica de Saúde da População Privada de Liberdade), com início no dia 25/5 e término em 31/7.

Nesse período, 100% das unidades prisionais foram contempladas pela campanha, que vacinou 111.620 presos, o que representa 60,7% da população prisional do Estado. Entre os servidores penitenciários, foram imunizados 14.854, ou 45,8% do total.


Sob o slogan “Proteger é cuidar”, a campanha também vacinou idosos com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes e crianças na faixa etária de seis meses e menores de dois anos. A vacinação foi ampliada para a população prisional e trabalhadores dos serviços penais, obedecendo a critérios estabelecidos em Nota Técnica do Departamento Penitenciário Nacional (Depen-MJ). Esta ação conjunta entre os ministérios da Justiça e da Saúde é considerada como primeiro passo para que as pessoas privadas de liberdade sejam incluídas nos programas desenvolvidos pelo Ministério da Saúde.

Saúde do trabalhador

O Núcleo de Saúde do Servidor da SAP imunizou 510 pessoas, entre funcionários da Sede da Secretaria, da Escola de Administração Penitenciária (EAP), alunos do curso de formação de Agente de Segurança Penitenciária (ASP), servidores das Coordenadorias de Saúde e de Unidades Prisionais da Região Metropolitana de São Paulo (Coremetro).

A campanha ocorreu entre os dias 4 e 21/06 e foi coordenada pela equipe de Enfermagem do Núcleo, composta pelo enfermeiro Valter Alexandre do Amaral e as auxiliares de enfermagem Claudia Zangari e Luciana Ribeiro Alves. As vacinas foram fornecidas pela Secretaria de Saúde do Estado.

Vale ressaltar que o Núcleo de Saúde do Servidor, em parceria com a Secretaria de Saúde, pretende implantar uma sala de vacinação permanente para viabilizar a imunização dos servidores da SAP.

Imunização nos presídios

A Penitenciária II de Guareí imunizou 1488 detentos e 102 funcionários; o Centro de Ressocialização Feminino (CRF) de Piracicaba vacinou 121 reeducandas e sete servidores; na Penitenciária de Iaras foram aplicadas 2 mil doses de vacina entre funcionários e sentenciados; o CR de Avaré imunizou toda a população carcerária e quase todo o corpo funcional do presídio; no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Diadema, 475 presos e 124 servidores foram protegidos contra a doença; na Penitenciária de Martinópolis foram vacinados 1077 reeducandos e 220 funcionários.

Em maio, o Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Mongaguá imunizou 87% de sua população carcerária e 66 servidores, após a realização de uma palestra sobre a importância e os benefícios da vacinação. No mesmo mês, foram vacinados 740 detentos e 84 funcionários do CDP de Taiúva. Já o CDP de Campinas, além de imunizar 996 presos e 84 servidores contra a gripe, aproveitou para aplicar a segunda dose da vacina contra hepatite em 612 pessoas.

SAP

Nenhum comentário:

Arquivos do Blog

Seguidores